Serviços - Exame Urodinâmico
Principais Serviços
     
 
     
 
     
     
Áreas de Atuação
     
 
     
 
 

EXAME URODINÂMICO

O exame urodinâmico é um teste desenvolvido para estudar os distúrbios da micção e pode ser realizado em homens e mulheres, adultos e crianças. 


Como Funciona a Bexiga Urinária?

A bexiga urinária tem duas funções básicas: armazenamento e esvaziamento.  O processo todo é chamado de micção. Na fase de armazenamento a urina produzida não pode escapar pela uretra. O que permite que a urina fique contida dentro da bexiga é o fechamento da uretra, realizado por uma estrutura muscular localizada ao redor dela chamada esfíncter. O músculo do esfíncter é de controle voluntário. Sua condição natural é a de contração. Quando queremos urinar praticamos o relaxamento do esfíncter que abre a uretra e permite que a urina escoe. Quando um esforço físico é realizado a pressão dentro do abdome aumenta o que pode forçar a bexiga e aumentar a tensão sobre a uretra fechada. Nesta situação, um mecanismo auxiliar constituído por músculos e ligamentos localizados na parte mais inferior do abdome, chamada de assoalho pélvico, ajuda a reforçar o fechamento da uretra e impede que a urina escape. Além do bom funcionamento do esfíncter é necessário que a bexiga tenha capacidade de acomodar certo volume de urina. O volume varia com a idade, sendo que em adultos pode ser entre 350 ml e 500 ml em média. Durante a fase de armazenamento a bexiga, que também é um órgão muscular, relaxa paulatinamente, permitindo que um volume cada vez maior fique no seu interior. Entretanto, o músculo da bexiga não é de controle voluntário. O seu relaxamento ocorre automaticamente enquanto mantemos o esfíncter contraído. Já a contração da bexiga ocorre automaticamente quando nós relaxamos o músculo do esfíncter. Assim, a bexiga nunca deve se contrair quando nós não queremos, pois nós só relaxamos o esfíncter da uretra quando julgamos que isso é conveniente. Enquanto nós mantivermos o esfíncter contraído a bexiga vai enchendo. Podemos perceber que ela está cheia e o quanto ela está cheia a partir de sensações emitidas continuamente por nervos que conectam a bexiga e a uretra ao sistema nervoso central. O sistema nervoso é informado continuamente sobre o grau de enchimento da bexiga e sobre a situação social em que nos encontramos e graças a isso é que podemos escolher o momento no qual queremos urinar. No momento de esvaziar a bexiga, o relaxamento do esfíncter uretral mantém o caminho livre para que o fluxo de urina ocorra rapidamente e sem dificuldade, até o completo esvaziamento.  Ao término do esvaziamento o ciclo da micção reinicia.


Quais as doenças que afetam a micção?

Existem dois tipos de distúrbios: incontinência e obstrução. A incontinência ocorre quando a urina escapa pela uretra durante a fase de armazenamento. A obstrução ocorre quando algum obstáculo atrapalha o livre escoamento de urina na fase de armazenamento.

Diversas doenças podem causar cada um dos problemas. Por exemplo, a incapacidade de resistir aos esforços físicos que aumentam a pressão intra-abdominal leva ao aparecimento de incontinência urinária de esforço.  O surgimento de contrações involuntárias da bexiga, quando nós não queremos urinar leva ao aparecimento da incontinência urinária de urgência. Situações que afetam a capacidade de conter urina são os partos, as doenças do sistema nervoso, as lesões traumáticas ou cirúrgicas do assoalho pélvico e da uretra, etc. Outra situação comum é a presença de um estreitamento da uretra em algum ponto desde o seu orifício na bexiga até o seu orifício exterior. Assim, problemas como aumento da próstata e traumatismos de uretra podem levar a obstrução e prejudicar o esvaziamento da bexiga. Doenças do sistema nervoso também podem levar tanto a incontinência quanto a obstrução urinária, uma vez que afetam as comunicações da bexiga e da uretra com o Cérebro, levando a um controle inadequado das fases da micção.


Como o exame urodinâmico pode auxiliar nesses casos?

O exame é um teste que reproduz o ciclo da micção de forma mais rápida. O médico e a enfermeira realizam o teste provocando um enchimento rápido da bexiga e analisando os mecanismos reflexos nas fases de armazenamento e de esvaziamento. Os padrões de enchimento e esvaziamento normais são conhecidos. O exame também permite determinar a intensidade do problema, informação que vai ajudar o médico a decidir qual é o melhor tratamento em cada caso.


O exame é dolorido ou tem riscos?

Há necessidade de utilização de sondas e equipamentos especiais para coletar a urina, mas o desconforto produzido é mínimo. A maioria das pessoas refere que o nível de dor ou desconforto é muito baixo, geralmente decorrente da passagem de sondas pela uretra. Entretanto são utilizadas sondas delicadas e o treinamento do profissional aliado à tranqüilidade do paciente faz com que seja praticamente indolor. Em virtude da passagem de sonda há risco de infecção urinária e de discreto sangramento urinário. Porém, são adotas várias medidas de proteção fazendo com que o índice de complicações seja muito baixo. Pacientes portadores de problemas mais graves da micção têm riscos maiores e o médico normalmente consegue identificar os casos mais delicados e tem plenas condições de proteger os pacientes.


Como é o exame na Clínica “URODINAMICA”?

Nossa clínica tem 20 anos de experiência na área. Nossos profissionais são altamente capacitados. As mulheres são acompanhadas o tempo todo por uma enfermeira habilitada e que garante a tranqüilidade da paciente e leveza dos procedimentos. Homens e mulheres são acompanhados pelo médico que entrevista e orienta os pacientes antes, durante e após o exame, fazendo com que se sintam seguros e os mais confortáveis possíveis. O resultado do exame em geral é liberado na hora pelo médico.




(11) 4121-7372 - Rua Mediterrâneo, 290 – sala 41 e 42
São Bernardo do Campo - SP